bem-vindo

AO ÚNICO, VERDADEIRO, ORIGINAL!

curso de medicina de emergência
desde 2002

tradição

0
Anos de história

experiência

+ 0 Mil
Alunos Formados

qualidade

0 %
Avaliação bom e ótimo

Questão#26

26

Homem de 59 anos de idade, com antecedente de doença de Chagas, em uso de enalapril (40 mg/dia), bisoprolol (10 mg/dia), furosemida (3 cps/dia) e digoxina (0,25 mg/dia), procura o departamento de emergência (DE) com piora da falta de ar, mal-estar, anorexia intensa e náuseas há alguns dias.

Nega tosse, expectoração, desconforto precordial ou febre. Há 1 semana está em uso de levofloxacino e naproxeno para sinusite aguda. EF: hipocorado (2+/4+), afebril, anictérico e consciente; PA: 100 x 75 mmHg, FC: 108 bpm, SatO2: 92%; FR: 26 ipm; ausculta pulmonar: crepitações em 1/3 inferior do tórax, bilateralmente.

Eletrocardiograma mostrado a seguir.

 

Potássio sérico: 5,7 mEq/L. Admitindo-se que a principal hipótese diagnóstica foi confirmada, o tratamento inicial correto é:

 

  1. Aspirina (300 mg, VO); heparina comum IV (ataque e manutenção); ataque VO de ticagrelor e angiografia coronariana percutânea (angioplastia primária) o mais rápido possível.
  2. Furosemida IV, nitroglicerina em BIC, morfina em dose baixa e ventilação não invasiva.
  3. Gluconato de cálcio a 10%, IV, em 5 min (1 ampola em 100 mL de SG5%); se necessário, repetir o dobro da dose após 10 minutos.
  4. Anticorpo anti-digital IV e avaliar a necessidade de diálise de urgência.
  5. Amiodarona: 300 mg IV, em 15 min (diluído em 150 mL de SG5%); após, bomba de infusão contínua na dose de 1 mg/min.

Resposta abaixo:

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

  1. Anticorpo anti-digital IV e avaliar a necessidade de diálise de urgência.
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Dr. Herlon Saraiva Martins
Termos de uso & Política de Privacidade

© 2019 – Curso de Emergências – Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho